13 agosto 2006

RESUMO DO ARTIGO

MUSEU MEFISTOFÉLICO:
o significado cultural da coleção de magia negra do Rio de Janeiro, primeiro patrimônio etnográfico do Brasil (1938).


Alexandre Fernandes Corrêa


Resumo
Artigo síntese do trabalho final da pesquisa de pós-doutoramento sobre os usos do conceito de patrimônio etnográfico no Brasil, através da análise do significado cultural da Coleção Museu de Magia Negra da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Através do mapeamento sumário das significações que o termo etnográfico pôde adquirir na história, almejou-se compreender como emergiu a idéia de bem cultural de natureza etnográfica. Como pano de fundo da análise descortina-se o movimento artístico e cultural modernista, que eclodiu na década de 1920. Nesse período histórico ocorreram diversas ações policiais, jurídicas e psiquiátricas contra as práticas de magia, feitiçaria e bruxaria. No estudo sobre o significado cultural do primeiro patrimônio etnográfico do Brasil, tombado em 1938, buscou-se também analisar a biografia e a obra do poeta carioca, Dante Milano (1899-1991), diretor do Museu da Polícia Civil do antigo Distrito Federal, a partir de 1945. Essa pesquisa desenvolve a teoria do ‘retorno do encoberto’ e da ‘distabuzação’ através da antropologia do olhar e da análise intercultural desse acervo museológico.

Palavras-chave:
Museologia – Etnografia – Modernismo – Patrimônio Cultural

Abstract
The synthesis article of the final essay for the post doctorate research on the uses of the concept of ethnographic heritage in Brazil, based on the analyses of the cultural meaning of the ‘Museu de Magia Negra da Polícia Civil do Rio de Janeiro’, having as background the artistic and cultural modern movement risen on the decade of 1920. After a short mapping of the meanings and notions that the term “ethnographic” could acquire along history, it was my intent to understand how the idea of a cultural acquisition of ethnographic nature emerged since the end of the XX century. This study on the cultural meaning of the first ethnographic heritage of Brazil tumbled since 1938 is based on the analysis of the biography of the carioca poet Dante Milano (1899-1991), director of the “Museu da Polícia Civil” of Rio de Janeiro in 1945. It is the enlargement of the doctorate thesis (defended in 2001) on the return of the mysticism and taboo destruction through the anthropological view and intercultural analysis of the Museu de Magia Negra collection.

Key-Words:
Museology – Ethnographic – Modernism – Cultural Herance

Sem comentários: