24 junho 2008

ENCONTRO HUMANÍSTICO 2008

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA & SOCIEDADE
ENCONTRO HUMANÍSTICO


PROPOSTA DE MESA REDONDA (1):

CULTURA, ARTE & SUBJETIVIDADES

A proposta dessa Mesa Redonda, de iniciativa do PG-Cult, procura contemplar a demanda por diálogos transdisciplinares, ou até mesmo anti-disciplinares, sobre o processo de formação subjetiva contemporâneo. Com esse intuito, almeja-se estimular o dialogo entre áreas do conhecimento, tidos como estanques e prisioneiros da compartimentação excessiva dos saberes. Admitindo que as novas formações subjetivas entrelaçam vínculos antes nunca imaginados, pretende-se interpretar e compreender os processos intersubjetivos produzidos na atualidade, nas áreas da educação, da arte e das diferentes formações culturais e simbólicas. Assim, convidamos pesquisadores em Psicanálise, Educação, Estudos Culturais e da Arte para um diálogo profícuo que tenta perscrutar os novos domínios do significado na alta modernidade.

Participantes:
Coord: Alexandre Corrêa (DEPSAN/GEC/UFMA)
Adriana Cajado Costa (LAPSU/CEUMA)
Arão Paranaguá de Santana (DEART/UFMA)
José Fernando Manzke (DED/UFMA)

PROPOSTA DE MESA REDONDA (2):

400 ANOS DE SÃO LUÍS: contribuições para uma sócio-história das instituições de ensino, dos professores e dos intelectuais no Maranhão.

O objetivo desta Mesa Redonda, promovida pelo PG-Cult e o ‘GT UFMA São Luís 400 anos’, é promover um debate sobre a importância das instituições de ensino, dos professores e intelectuais maranhenses para a formação cultural, artística e científica da Cidade e do Estado. Tendo em vista as comemorações históricas e sociais pelos 400 anos de ‘fundação’ da cidade, que envolvem debates estimulantes, convidamos à reflexão sobre o papel desempenhado pelas Instituições educacionais e os grupos de intelectuais para a formação do ambiente cultural e intelectual local. O foco recai especialmente sobre o processo de formação destes grupos e instituições no decorrer do século XX. Duas datas importantes se destacam particularmente: as comemorações de 1912 e de 1962. Atualmente observamos o debate em torno da data da futura comemoração dos 400 anos: 2012 ou 2016. Nessa Mesa Redonda, entretanto, pretende-se refletir sobre a formação dos diferentes grupos de intelectuais e das instituições de Ensino Superior, almejando compreender de que modo influenciaram e determinaram o perfil destas comemorações no decorrer do século XX. Tendo em vista uma sócio-história dos ritos comemorativos na sociedade moderna, o fundo crítico deste debate enfoca preferencialmente a garantia da participação de novos agentes sociais e culturais nesse processo. Nosso propósito é promover uma reflexão mais ampla sobre a cidadania e os direitos culturais na construção destes ritos comemorativos em São Luís , por ocasião do seu quarto centenário.

Participantes:
Alexandre Corrêa (DEPSAN/GEC/PG-Cult/UFMA)
Ananias Martins (Superintendência do Patrimônio/SECMA)
Luiz Alvez Ferreira (DEPAT/UFMA)

Resumos:
OS RITOS COMEMORATIVOS NA SOCIEDADE MODERNA: o caso dos 400 anos de São Luís.
Alexandre Corrêa (DEPSAN/GEC/PG-Cult/UFMA).
Reflexão sobre a formação dos grupos de intelectuais e das instituições de Ensino Superior almejando compreender de que modo influenciaram e determinaram o perfil das comemorações de fundação da cidade no decorrer do século XX – especialmente o 350 aniversário. Tendo em vista uma sócio-história dos ritos comemorativos na sociedade moderna, analisa-se a participação desses intelectuais e professores universitários, no processo de comemorações históricas de São Luís.

Sem comentários: