06 novembro 2008

O MUSEU MEFISTOFÉLICO, DANTE MILANO E A DISTABUZAÇÃO DA MAGIA

26ª. REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA
01 E 04 DE JUNHO, PORTO SEGURO, BAHIA, BRASIL 2008

MESA REDONDA 5 –
ANTROPOLOGIA DOS OBJETOS, MUSEUS E CIDADES PATRIMONIAIS

Texto:

O MUSEU MEFISTOFÉLICO, DANTE MILANO E A DISTABUZAÇÃO DA MAGIA:
Uma Análise do Tombamento do Primeiro Patrimônio Etnográfico do Brasil (1938):
A Coleção de Magia Negra do Rio de Janeiro.

Alexandre Fernandes Corrêa
Universidade Federal do Maranhão
alexcorrea@antropologia.com.br

Resumo:
Este texto foi produzido a partir de uma pesquisa de pós-doutorado em que se analisaram aspectos históricos e conceituais relacionados ao tombamento da Coleção Museu de Magia Negra do Museu da Polícia Civil do Rio de Janeiro em 1938. Trata-se de uma reflexão sobre o pensamento social e o imaginário literário brasileiro relacionado ao tema da magia, no início do século XX. O enfoque recai especialmente sobre a obra poética e literária de Dante Milano, o primeiro diretor do Museu da Polícia Civil, que abriga a referida coleção museológica.

Palavras-chave:
Patrimônio Cultural – Museologia – Modernismo – Literatura – Magia

Abstract:
This text was produced from a search for post-doctorate in which they examined historical and conceptual issues related to preservation process of the Museum of Black Magic of the Civil Police of Rio de Janeiro in 1938. It is a reflection on the social thought and Brazilian literature related to the theme of magic at the beginning of the twentieth century. The focus falls particularly on the poetic and literary works of Dante Milano, the first director of the Museum of the Civil Police, where the museum collection searched.

Key-Words:
Cultural Heritage – Museology – Modernism – Literature – Magic

Texto Integral:
http://201.48.149.88/abant/
http://201.48.149.88/abant/arquivos/23_4_2008_9_50_15.pdf

Sem comentários: