21 julho 2011

CARICATURA E EXOTISMO: Culinária, Folclore, Patrimônio...

Caricata e "exótica", cozinha brasileira decepciona no exterior


Temos apontado aqui, nesse Blog, que tal situação, e constatação, não se restringe à culinária, mas a todo um processo de folclorização e patrimonialização; que tem sido promovido na sociedade brasileira atual. Na verdade, de certa forma, nós brasileiros somos caricatos e isso tem provocado reações adversas em diversos planos do investimento cultural e artístico. Nós exotizamos nossa maneira de ser, para o olhar do outro, para o deleite do outro, que supostamente acreditamos desejar nos ver como exóticos. Essa ex-orbitância brasileira ex-plica muito de como somos e o que queremos ser e parecer... Queremos ser modernos, mas nos apegamos ao passado mais conservador! Queremos parecer pós-modernos, mas nosso modernismo é exoticista! Confundimos preservar tradições, com sermos tradicionalistas e conservadores. É uma mentalidade de classe-média que não tem vínculo com o que se chama de "identidade cultural" brasileira. São pequenos burgueses que gostam de ´cultura´ e como a moda agora é fingir amor ao passado e ao primitivo, têm uma atitude, postura e olhar exótico, para o próprio país. Exotizam tanto que perde qualquer originialidade/autenticidade/excepcionalidade/raridade (valores técnicos fetichizados)... Somos caricatos por que nossa mentalidade é de classe-média que transforma a tal 'identidade' em mercadoria para estrangeiros. Só que os estrangeiros não são como imaginamos que eles sejam; não desejam ou gostam dessa forma de caricaturagem brasileira; de uma inautenticidade cínica e, muitas vezes, cretina... A coisa vai ficando sem valor, sem realidade, sem toque de vida e vira uma performance vazia, fake, desterritorializada, pastiche, paródia mal feita... É verdadeiramente uma coisa kitsch (ver a foto da FOLHA, abaixo)... Como não fazer uma crítica dura, ferina, contra isso? Hoje em dia temos sido tão condescendentes... Isso não dá certo, não atrai, não funciona... Os gringos, os estrangeiros, os turistas não querem isso; querem algo que diga respeito a experiência cultural, a alteridade, ao outro: - todavia, não o outro fabricado, fake, exotizado; mas o que é vivido; substancial e essencialmente vivo! As palavras são armadilhas que temos que vencer; além de tudo...
O que está ocorrendo entre nós? Estamos 'matando' a 'cultura': criando fósseis pseudo-culturais, desinteressantes, toscos... CARICATURAS !!!


Salão do restaurante Gabriela, em Paris, recria uma selva em alusão ao Brasil; no cardápio, pratos como moqueca
Emiliano Capozoli/Folhapress
Salão do restaurante Gabriela, em Paris, recria uma selva em alusão ao Brasil; no cardápio, pratos como moqueca
Os restaurantes de cozinha brasileira no exterior não fazem sucesso. É o que atesta a reportagem publicada na Folha. Esses locais --especialmente voltados para imigrantes saudosistas-- apresentam uma imagem caricata e "exótica" do país.
A reportagem é de Luciana Coelho, Luísa Belchior, Cíntia Cardoso, Carolina Vila-Nova, Fernanda Ezabella e Álvaro Fagundes. 
A equipe percorreu Washington, Madri, Paris, Berlim, Los Angeles e Nova York e constatou que essas casas frustram tanto a crítica como o público.
Os próprios donos dos restaurantes explicam suas dificuldades, como conseguir cozinheiros brasileiros para o preparo dos pratos do país.
Além disso, um dos endereços, em Los Angeles, teve de adaptar receitas para agradar ao paladar norte-americano.
Uma listas apresenta, ainda, os restaurantes de culinária nacional que fazem sucesso no Brasil. Outra mostra como encontrar os lugares do exterior citados.

http://www1.folha.uol.com.br/comida/946496-caricata-e-exotica-cozinha-brasileira-decepciona-no-exterior.shtml

Sem comentários: