22 janeiro 2012

La vida intelectual está absorbida por las universidades - Derrida

Que lástima! Isso explica, em parte, a bancarrota espiritual em que nos encontramos atualmente!
Podemos dizer que se trata de um tipo de sequestro do "pensamento"!
Jacques Derrida numa entrevista de 1984, ocorrida no Japão, declara essa frase, despretensiosamente. É certo que tal assunto nem é o objeto da entrevista: http://www.jacquesderrida.com.ar/textos/japon.htm. Mas serve aqui, no momento, como expressão de nossa preocupação! A Universidade, e esse tal academismo, tem produzido consequências desastrosas! Em nome da "ciência" e do "método" tanta bobagem, tanta besteira, já se difundiu!
Cientificismo que vem solapando as artes, a filosofia, o conhecimento, a sabedoria, em nome de uma técnica rasteira, de um pensamento menor, repetitivo, tolo...
E o tal do espírito crítico? Balela; está morto! Triturado na máquina de produzir salsichas: o pensamento domesticado pelos "universitários"!
Parece que ao escrever, e falar, nesses termos estamos professando uma heresia medonha! Causa abalos questionar o valor dessas "produções" academistas carregadas de "legitimidade" e aceitação geral! Mas vejam como tem doutores desempregados em grande parte do mundo! Acompanhem as estatísticas de desemprego de jovens diplomados no Brasil, na Europa e EUA!
Y eso del doctorado ¿para qué sirve?: http://ecoforestalia.blogspot.com/2011/05/y-eso-del-doctorado-para-que-sirve.html;
- Anhanguera demite cerca de 680 docentes em São Paulo: http://portal.andes.org.br:8080/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=5082;
- Comunidade no ORKUT: http://www.orkut.com/CommMsgs?tid=5444093780394624808&cmm=42669455&hl=pt-BR;
- Luis Nassif OnLine: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-contratacao-de-estrangeiros-nas-federais;
- Jornal da Ciência: http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=33867;
- Doutores Desempregados, Portugal: http://www.youtube.com/watch?v=DNcw3wrOlsw;
- Texto: OS “DOUTORES” DESEMPREGADOS: IMPLICAÇÕES PSICOSSOCIAIS DO
DESEMPREGO PARA TRABALHADORES COM ENSINO SUPERIOR: http://www.abrapso.org.br/siteprincipal/images/Anais_XVENABRAPSO/455.%20os%20%93doutores%94%20desempregados.pdf.

Diploma não significa garantia de emprego!
Na verdade, como já se disse de diversas formas, as Universidades não passam de locais de entretenimento da juventude para que, nas ruas, não venham a sublevar e a deflagrar a Grande Revolta!
Os professores e docentes universitários tornaram-se animadores de auditório, e têm que aprender a entreter uma juventude dopada, anestesiada, entediada e iludida, - forçada pelos pais, pela família e pelo marketing das instituições de ensino superior, a se sentar nas cadeiras das faculdades de diplomas baratos e inúteis. Assim, o tempo passa, e o viço esmorece... Beba, fume, cheire, consuma... prazer, hedonismo, êxtase... e mate o tempo! Enganam-se, ou se deixam enganar (ou se fazem passar por bobos), com a ideia de que comprando diplomas, ou frequentando Universidades Públicas com algum prestigio, se vai "garantir o futuro"!
Bobagem! Garante o futuro dos poderosos de plantão, e dos donos dessas instituições comerciais!
Hoje ser intelectual está associado a esses tipos "universitários" - Homo Academicus - bizarros, bem-pensantes, mansos, contentes, calmos e satisfeitos. Funcionários das obviedades do "pensamento", conformistas e comportados, - multiplicadores e facilitadores das mesmices dominantes - adestrados para a prática da ilusão institucionalizada e chancelada.
E as estatísticas dos analfabetos funcionais só faz aumentar exponencialmente!
Ironicamente (ou por puro cinismo) ainda usam autores anti-universitários como bibliografia nas suas "disciplinas" pós-modernas: Kierkegaard, Nietzsche, Benjamin, Artaud, etc. Os marginais oficializados e estabelecidos, utilizando-se dos malditos...
Bem-vindos ao deserto das promessas pseudo-intelectuais dos universitários!

1 comentário:

Bruce Allan & Regina Ferreira disse...

PARABÉNS!!!
Concordo plenamente com sua explanação, não tenho dúvidas de que isso é a mais pura verdade e que não estamos longe da falência social plena, estamos prestes a viver o período negro onde as massas falidas de autonomia bradam como quem emana sabedoria sem se quer desconfiar de sua contribuição a sociedade; a de seguir o rebanho; reforça a mesmice, propaga valores e uma moral vazia, se faz julgar o populismo como sendo proclamação da justiça. A educação mundial teme o despertar cultural, o entendimento, acorrenta as almas e amputa-lhes os sentidos, amordaça os que fazem barulho e tacham de teoria da conspiração toda essa fala, somos chamados de baderneiros e provocadores em sala de aula.
Acredito que a Antropologia será capaz de ajudar a cada um como investigador autônomo a perceber que essa conspiração existe, é real e presente no dia-a-dia de todos nós, entendendo o movimento dos costumes e hábitos sociais, as relações de poder e as estruturas políticas; no mais profundo entendimento desse sentido; notaremos as tramas aparecerem como quem olha através do microscópio e é capaz de ver uma célula e suas estruturas o que a olho nú não é possível e como em um passe de mágica as questões se revelam!
Fico profundamente feliz, na verdade fico sem palavras quando encontro pessoas como o autor desse post, com visão e indignação, olhar crítico e coragem para falar e agir.

Desejo do fundo de meu coração que possa angariar seguidores e gostaria de poder colaborar com esse despertar através da instrução da Antropologia aos leitores.
Mais uma vez, Parabéns!
Me Bruce Allan